segunda-feira, 1 de agosto de 2016

15 dramas imperdíveis para ver na Netflix



Netflix já faz parte de nossas vidas. Isso é fato! Vontade de ver um filminho em uma sexta a noite ou em um sábado a tarde, aquele lindo catálogo é como uma luz no meio da escuridão. Entretanto, eu como um bom libriano e indeciso, confesso que escolher o que assistir não é das tarefas mais fáceis. Às vezes perco mais tempo procurando o que ver do que vendo e isso é bastante frustrante. Pensando nessas almas que resolvi fazer uma lista indicando o que há de realmente bom no site (porque sim, nem tudo vale a pena ali). Claro que como qualquer lista, ótimos títulos ficaram de fora, mas preferi simplificar e fazer um TOP 15 com os dramas imperdíveis. Pensei em obras mais recentes, feitas nos últimos dez anos e que me marcaram de alguma forma. Espero que gostem das dicas!

por Fernando Labanca



15. Nocaute 
(Southpaw, 2015)


Jake Gyllenhaal é um ator a se prestar cada vez mais atenção, logo que ele tem escolhido muito bem seus últimos papéis no cinema. Só por tê-lo aqui, como protagonista, já vale uma conferida. Para quem gosta de filmes sobre boxe, Nocaute é uma excelente pedida. A trama prende a atenção e alcança com êxito sua intenção de emocionar.
tags: dramas, dramas sobre esportes, filmes sobre esportes



14. Macbeth - Ambição e Guerra 
(Macbeth, 2015)


Para os ansiosos em ver nos cinemas a adaptação de "Assassin's Creed", seria interessante arriscar antes em "Macbeth" e conhecer o brilhante trabalho de direção de Justin Kurzel, que aliás, repetirá em seu novo longa sua parceria com os atores Michael Fassbender e Marion Cotillard. Aqui, mais uma trama baseada no clássico de Shakespeare. Não se deixe enganar, "Macbeth" está longe de ser ordinário, é uma obra grandiosa e com um visual deslumbrante. Vale pelas grandes atuações (Fassbender insano!!!) e também pelas hipnotizantes sequências de batalha, talvez uma das mais belas do cinema recente. 
tags: dramas, épicos, dramas sobre crimes



13. Clube de Compras Dallas
(Dallas Buyers Club, 2013)


Dramas baseados em fatos reais carregam sempre uma carga emocional a mais e "Clube de Compras Dallas" não é diferente. A história do homem que ao ser diagnosticado com AIDS trava uma batalha contra a indústria farmacêutica. Tudo é impactante e ganha ainda mais pontos quando Matthew McConaughey entrega a atuação de sua carreira. É forte, comovente e Jared Leto também surpreende como coadjuvante. 
tags: dramas, dramas biográficos, dramas baseados em fatos reais



12. O Voo 
(Flight, 2012)


O longa é o grande retorno de Robert Zemeckis (Expresso Polar) ao live action. Diretor de clássicos como "De Volta Para o Futuro", "Forrest Gump" e "Náufrago", "O Voo" é o seu melhor nos últimos anos. A sequência do acidente aéreo que dá início a todos os bons conflitos da obra, é fantástica. Para quem admira Denzel Washington, essa é uma de suas melhores atuações, como o frustrado piloto alcoólatra. Vale pela excelente trilha musical também, que traz bastante personalidade à obra.
tags: dramas, dramas sobre questões raciais



11. A Incrível História de Adaline 
(The Age of Adaline, 2015)


Além de ser hipnotizante ver Blake Lively em cena, o roteiro inteligente oferece uma espécie de fábula atual, tão fantasiosa quanto encantadora. A história de uma mulher que sobrevive ao tempo, imortal, que viu e sentiu de tudo ao longo das décadas. Romântico, sensível e visualmente deslumbrante. Um filme que enche o coração, é bonito e gostoso de ver, faz bem pra alma.
tags: dramas, dramas românticos, filmes românticos



10. O Vencedor 
(The Fighter, 2010)


Um dos melhores trabalhos do diretor David O.Russell, indicado ao Oscar de Melhor Filme em 2011. O grande destaque da obra, sem dúvidas, é seu elenco. Christian Bale arregaça como treinador de seu irmão lutador, interpretado por Mark Whalberg. Amy Adams e Melissa Leo também se destacam. O roteiro é excelente e a trama revela uma das famílias mais excêntricas do cinema atual.
tags: dramas, dramas biográficos, dramas baseados em fatos reais



9. Entre Irmãos 
(Brothers, 2009)


A trama envolve a guerra no Afeganistão, onde um soldado (Tobey Maguire) é dado como morto. Acompanhamos a vida da esposa (Natalie Portman), que devastada pelo o ocorrido começa a ter grande apoio de seu cunhado (Jake Gyllehaal) e logo novos desejos são revelados. A grande reviravolta é que seu esposo não estava morto e retorno. Um filme forte, cheio de diálogos furiosos e intensos, dentro de uma trama que nos instiga. O grande destaque da produção é a irretocável performance de Tobey Maguire, de longe, a melhor de sua carreira. 
tags: dramas, dramas militares, filmes para chorar



8. Já Estou Com Saudades 
(Miss You Already, 2015)


Se você é daqueles que gosta de chorar vendo filmes, este é a escolha certa. A trama é extremamente forte e emociona com facilidade. Toni Collette dá um show da atuação e sua pareceria com Drew Barrymore funciona, acreditamos na amizade das duas e sofremos por causa disso. Vale também por conferir o bom retorno da diretora Catherine Hardwicke (Aos Treze).
tags: dramas, comédia, comédias românticas



7. Educação 
(An Education, 2009)


Drama britânico, de época e dirigido por Lone Scherfig, que por sua vez, também conquistou nossos corações com o romance "Um Dia". Se trata de mais uma obra elegante e deliciosa de assistir, o roteiro é bom e da a chance da queridíssima Carey Mulligan brilhar, entregando uma protagonista tão carismática quanto intrigante.
tags: dramas, dramas baseados em livros



6. O Discurso do Rei 
(The King's Speech, 2010)


Venceu o Oscar de Melhor Filme em 2011 e revelou o talento de Tom Hooper como diretor, que também levou o prêmio naquela noite. Baseado em um curioso evento real, o longa diverte por sua excentricidade e encanta pela beleza exuberante de cada cena. Um filme delicioso, bem escrito e incrivelmente bem interpretado, que coloca Colin Firth e Geoffrey Rush em um interessante e bem conduzido embate.
tags: dramas, dramas biográficos, dramas baseados em fatos reais



5. A Rede Social 
(The Social Network, 2010)


O Facebook, para o bem e para o mal, faz parte de nossas vidas. É interessante pode ver o início de tudo, é mais interessante ainda quando transformam Mark Zuckerberg em um personagem tão complexo. David Fincher, que dirige, constrói muito mais do que o nascimento de uma ideia revolucionária, constrói um estudo fascinante sobre o vazio de uma geração e como valores decaem na busca do sucesso.
tags: dramas, dramas biográficos, dramas baseados em livros



4. Intocáveis 
(Intouchables, 2011)


É um dos filmes franceses de maior sucesso dos últimos anos. A trama é simples e sua fórmula funciona, atraindo não somente os admiradores do cinema europeu, como aqueles que apenas procuram um filme divertido para um fim de semana. Apesar de também ser considerado como drama, o longa tem bom humor e poderá arrancar algumas boas risadas ao seu decorrer.
tags: dramas, comédias, comédias estrangeiras



3. Guerreiro 
(Warrior, 2011)


Muito mais do que ser apenas mais um drama sobre um lutador de boxe, "Guerreiro" é um drama familiar dos bons, intenso, conflituoso. Tom Hardy e Joel Edgerton estão excelentes, é emocionante a jornada de seus personagens, assim como o final, em uma memorável sequência brutal e poderosa.
tags: dramasfilmes de artes marciais, dramas sobre esportes



2. As Vantagens de Ser Invisível 
(The Perks of Being a Wallflower, 2012)


E como não sentir vontade de ser eternamente jovem após assistir essa beleza de filme? Belo, delicado, a adolescência quase nunca foi representada de forma tão deliciosa e tão honesta como em "As Vantagens de Ser Invisível". A trilha sonora, as cenas, as frases de efeito tão marcantes e a sintonia tão perfeita entre Logan Lerman, Ezra Miller e Emma Watson fazem da obra um evento, um marco. Para quem procura um bom drama, este é, definitivamente, imperdível. 
tags: dramas, comédias adolescentes, comédias



1. Na Natureza Selvagem 
(Into The Wild, 2007)


Poucos filmes tem esse poder, o de nos fazer repensar a vida, o de nos fazer olhar ao nosso redor, o nosso futuro e nossos desejos com outros olhos. Uma obra reveladora, que emociona profundamente com a real história do jovem Christopher McCandless, que abandonou tudo da sua rotina, toda a futilidade e tudo o que o completava para viver na natureza selvagem. Vale pelos tantos ensinamentos, pela delicada e surpreendente direção de Sean Penn, vela poderosa atuação de Emile Hirsch e pela soundtrack, composta inteiramente por Eddie Vedder.
tags: dramas, ação e aventura, aventuras


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um comentário #NuncaTePediNada